ESTUDOS BIBLICOS







Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



quarta-feira, março 30, 2011

Os nomes de Deus

Senhor

Estas são as origens dos céus e da terra, quando foram criados;
no dia em que o SENHOR Deus fez a terra e os céus, Gênesis 2:4

A Bíblia Sagrada é o livro de Deus. Qualquer menção que possa ser feita do Deus cristão tem origem neste livro, e tudo o que podemos conhecer dele foi revelado nestas páginas sagradas. Nesta revelação escrita, Deus atribuiu a si diversos nomes para que, por eles, pudéssemos conhecer seu caráter e seus atributos.

É admirável que o primeiro nome que Deus deu a si próprio tenha sido "Senhor Deus". É um nome de relacionamento, pelo qual entendemos que, sendo Ele Criador de todas as coisas, é dono e Senhor de tudo. O ser humano faz bem em admitir que ele É Senhor (Jo 13.13)!

Você tem aceitado o senhorio de Deus? Tem colocado diante dEle sua vida, seus sonhos e suas decisões? Não viva apenas por aquilo que os olhos podem ver! Aceite o senhorio divino, e você caminhará bem por toda a sua vida!



Todo Poderoso 

 Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o SENHOR a Abrão, e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito. Gênesis 17:1
Como disse anteriormente, Deus atribuiu a si diversos nomes na Bíblia Sagrada. Esta foi a maneira pela qual Ele revelou à humanidade seu caráter e seus atributos! O segundo nome que Ele revelou nas páginas sagradas foi "Deus Todo Poderoso".

Deus tem todo poder! Não lhe falta força para executar seus propósitos, muito menos recursos para por em ação os seus santos intentos. Quando decide salvar, não há impedimentos! Quando decide agir, não há barreiras que o impeçam.

Dobre seus joelhos em oração com essa certeza viva no coração: "Meu Deus pode tudo". Mesmo aquilo que é impossível para você, não será para Ele (Zc 8.6). Confie no Todo-Poderoso! Ele não irá lhe desapontar!


Deus de Betel
    Eu sou o Deus de Betel, onde tens ungido uma coluna, onde me fizeste um voto; levanta-te agora, sai-te desta terra e torna-te à terra da tua parentela.
Gênesis 31:13

O Senhor se lembra de cada voto que fizemos a Ele! Diferente de nós, que somos esquecidos, o Deus de Betel jamais se esquece de nós! Neste versículo bíblico, o Nosso Pai se revela a Jacó como o "El-Berit", isto é, o Deus de Pacto, aquEle que faz aliança com os homens.

A Bíblia fala de diversas alianças que o Senhor firmou com a humanidade. Ele fez aliança com Adão, com Noé, com Abraão, e muitas outras. E neste tempo, firmou aliança com a humanidade através do sangue de Cristo derramado na cruz.

O El-Berit tem compromisso com aqueles que firmaram pacto com Ele! Esta aliança está disponível a todo aquele que aceitar a Jesus como Senhor e Salvador! Ele não te deixará e não te abandonará (Hb 13.5)!


  Deus Altíssimo 

 E Melquisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e era este sacerdote do Deus Altíssimo.
Gênesis 14:18
Você já teve a oportunidade de observar o céu estrelado de uma cidade interiorana? Diferente da visão que temos nas grandes cidades, onde as estrelas nem parecem brilhar, longe dos grandes centros o céu é belo, negro e repleto das mais radiantes estrelas.

Esta excitação que a visão do céu nos provoca vem do fato que, de alguma maneira, fomos “programados” para buscar ajuda do alto. Não é sem motivo que o Criador se revelou nas páginas sagradas como o “Deus Altíssimo”. O verdadeiro socorro celestial que precisamos vem dEle, somente dEle!

E rendemos graças ao Senhor, pois o Deus Altíssimo um dia desceu a nós, e aceitou derramar seu sangue na cruz para nos salvar de toda condenação (Cl 1.20). 


Os nomes de Deus - Deus Proverá 

 E chamou Abraão o nome daquele lugar: O SENHOR PROVERA; donde se diz até ao dia de hoje: No monte do SENHOR se proverá. Gênesis 22:14

O Senhor que te sara


 E disse: Se ouvires atento a voz do SENHOR teu Deus, e fizeres o que é reto diante de seus olhos, e inclinares os teus ouvidos aos seus mandamentos, e guardares todos os seus estatutos, nenhuma das enfermidades porei sobre ti, que pus sobre o Egito; porque eu sou o SENHOR que te sara. Êxodo 15:26


Ao longo de toda a Bíblia Sagrada, o Senhor fez da cura divina uma das maneiras de revelar Seu poder à humanidade. Isso ocorreu tanto no Antigo quanto no Novo Testamento. Isso é comprovado também por um dos nomes pelo qual Ele se revelou na Palavra, que é Jeová-Rafá, "o Senhor que te sara".

A Igreja pode pregar e proclamar a cura divina, pois Cristo levou sobre si nossas dores e enfermidades (Is 53.4). Esta graça será dada segundo a soberania de Deus, que pode curar um enfermo ou não, de acordo com seus eternos propósitos com cada ser humano!


Busque a face do Senhor que nos sara! Ele pode curar você!



Num dos momentos mais tensos da Bíblia Sagrada, Deus prova Abraão pedindo-lhe que entregasse a Ele o seu único filho. Obediente, o pai da fé leva Isaque ao monte Moriá e ali, instantes antes de degolar o rapaz, é aprovado pelo Senhor, recebendo um animal para poder oferecer em sacrifício, poupando dessa forma a vida do seu filho.

Abraão pôs o nome daquele lugar de "O Senhor Proverá". Esse título indica que Deus é Provedor de todas as necessidades humanas, sendo o único que pode nos satisfazer por completo.

Seja agradecido a Deus pela provisão! Deus deu Seu Filho para nos salvar do pecado! Ele nos dará o que necessitarmos para cumprirmos a carreira que nos está proposta!
 

O Senhor que nos santifica 

 E guardai os meus estatutos, e cumpri-os. Eu sou o SENHOR que vos santifica. Levítico 20:8
Deus deseja santificar o ser humano (1 Ts 4.3). Você não foi feito para viver no pecado! Deus lhe criou para Sua glória (Rm 3.23). Por isso, não me admiro ao encontrar na Bíblia Deus se revelando como aquele que nos santifica!

Santificação é obra de Deus! É o Senhor quem santifica o homem; devemos apenas aceitar que Ele nos santifique em tudo (1 Ts 5.23). Ao abrirmos nosso coração para este obra gloriosa, o Espírito Santo opera em nós o crescimento espiritual, nos tornando cada dia mais parecidos com Jesus!

Não aceite viver distante da glória de Deus! Converta-se a Cristo e deixe o Espírito Santo santificar você!


O Senhor É Paz  

 Então Gideão edificou ali um altar ao SENHOR, e chamou-lhe: O SENHOR É PAZ; e ainda até o dia de hoje está em Ofra dos abiezritas.  Juízes 6:24

Deus planejou desde a criação ter um relacionamento pacífico com o ser humano. Para entender exatamente o que foi planejado para nós, observe a vida no Jardim do Éden antes do pecado corromper a humanidade. Aquela paz gloriosa que Adão desfrutou me faz entender o motivo de um dos nomes de Deus ser Jeová-Shalom, “O Senhor É Paz”.

Você pode ter um relacionamento saudável com Deus hoje, e desfrutar aquela mesma paz que havia no Jardim! Isso se tornou possível porque o sangue de Cristo derramado na cruz “fez a paz” (Cl 1.20), possibilitando a justificação (Rm 5.1) e um novo relacionamento com o Deus de Paz (Rm 15.33).

O Jeová-Shalom quer inundar sua vida com paz!

 



 

terça-feira, março 29, 2011

Aprendendo a Andar Com os Irmãos

A vontade de Deus é que vivamos numa família, onde tenhamos relacionamentos uns com os outros. Queremos afinal um clube ou uma família? No entanto as pessoas trazem para a igreja a visão distorcida dos relacionamentos destruídos em suas casas, e pensam que deve ser do mesmo modo na igreja. Pais que sabem apenas condenar seus filhos. Filhos que não obedecem ou se aconselham com seus pais. Pessoas isoladas umas das outras.

O texto de João 12:24-25 fala-nos de duas coisas importantes:

* ANDAR SOZINHO: é típico daquele que não morreu para si mesmo, que busca seu próprio interesse, é egoísta. Levanta barreiras para se defender das pessoas, não aceita ajuda para suas fraquezas, apresenta uma falsa imagem, não compartilha suas necessidades. Quer conquistar por si só e mostrar como tem valor. Não morreu para si mesmo e não consegue se relacionar com outros, e tampouco produzir frutos. Quantos hoje caem porque não têm com quem abrir o coração, em quem confiar e quem os levante (Ecl. 4:7-12).

* O ANDAR COM OS IRMÃOS: Somos parte de um mesmo corpo (Rm 12:5). Os que não consideram suas vidas e alvos como o mais importante, porque estão preocupados em AMAR e SERVIR a outros, estes vão dar muito fruto e preservar suas vidas eternamente.

Para haver frutos, deve haver renúncia. Para andarmos uns com os outros, temos que:

* Compartilhar Necessidades Básicas e Receber Proteção: Quando conhecemos as necessidades básicas uns dos outros encontramos proteção e cobertura, encontramos o caminho para o suprimento das mesmas, e nos sentimos úteis em poder ajudar a outros. Ganhamos o senso de pertencer a um grupo. Sentimo-nos valorizados porque somos amados ao receber ajuda, ou porque amamos oferecendo ajuda. Ao invés de sermos expostos e envergonhados, encontramos auxílio e proteção mútua pela oração, intercessão, aconselhamento, suprimento material. Não estamos mais sós, e o inimigo não pode nos surpreender, somos um exército lutando todos em favor de cada um no nome de Jesus.

* Ter Disciplina: devemos satisfação uns aos outros em amor. Tudo o que fazemos agora se reflete também em nossos irmãos. Necessitamos praticar os mandamentos recíprocos (Rm 12 a 15). Não podemos andar desordenadamente. Paulo entregou um desordenado ao diabo para que houvesse uma chance de salvação (1Co 5:5). Somos membros uns dos outros, e importantes uns para os outros.

* Valorizar e Respeitar Nosso Irmão: entendemos que cada um tem valor, que somos todos filhos do mesmo Pai. Somos uma equipe, e precisamos do nosso irmão em campo conosco. Na hora do gol ele é quem vai fazer o "passe" para você. Precisamos uns dos outros. Não nos concentremos nas falhas, mas nas virtudes. Antes de comentar as falhas cite 3 virtudes de seu irmão. Entenda que cada um tem um limite. Respeitemos os limites. Pais, filhos, esposas, têm limites diferentes, em áreas diferentes. Jamais enterre o talento por achar que você é muito limitado e não consegue nada. Todos podemos ser produtivos no Senhor, e dar muito fruto. Nosso trabalho não é vão quando feito para o Senhor.

* Cultivar Comunhão Com os Irmãos: 1 Jo 1:7 fala de andarmos na luz. Não quer dizer que nunca vamos cometer erros, mas que vamos consertar e pedir perdão. Quando erro e sou corrigido, estou sendo aperfeiçoado, fortalecido, abençoado, apoiado. Sei agora como não errar mais. Se sabemos que nosso irmão tem algo contra nós, devemos ir até ele e acertar, e não esperar ele vir até nós (Mt 5:23-26). As barreiras já foram desfeitas em Jesus, e não precisamos ter pendências com ninguém. Devemos ter a iniciativa de andar na luz, na paz e na verdade com todos.

Fomos feitos para andar em comunhão, e produzir muito fruto. Isto envolve o aspecto prático de nos EDIFICARMOS (abençoarmos, ajudar, auxiliar) e nos MULTIPLICARMOS, alcançando outros que ainda não experimentaram o poder da vida do Corpo de Cristo. Isto começa em nossa família, com nossos relacionamentos mais próximos, e se estende aos demais. Vamos ESCOLHER e DECIDIR andarmos juntos, e praticar os 4 passos que mencionamos acima.

O Poder do Fermento

  E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas?  Lucas 13:2
Porque vivemos no século das transformações ultrarrápidas, estranhamos a estratégia de Jesus para o crescimento de Reino de Deus aqui na Terra. Ele afirmou que o Reino de Deus “é como o fermento que uma mulher misturou com uma grande quantidade de farinha e toda a massa ficou fermentada” (Lucas 13:2).

O problema com o fermento tem a ver com o ritmo da sua atuação: ele é gradual. Sua influência vai pouco a pouco, cada célula inoculando a sua vizinha que, por sua vez, influencia e transforma a sua própria vizinha. O tempo de uma massa ficar fermentada só depende do seu tamanho e da qualidade ativa do fermento. Com isso, Jesus quis ensinar que a influência do Evangelho ocorre de pessoa para pessoa, não importando o meio de comunicação usado pelo comunicador.

Para muitos de nós, o poder do evangelho deveria atingir o mundo como a pólvora e a dinamite – chegando lá, mas explodindo e desfigurando tudo que estivesse no caminho. Através da história, não foram poucos os cristãos que se utilizaram da guerra armada, para eliminar os iníquos. Pelo jeito, de acordo com Cristo, a arma poderosa do Reino de Deus não é a pólvora. Sem dúvida nenhuma, é o fermento. E, acrescentamos: o fermento do Santo Espírito em nós.

segunda-feira, março 28, 2011

Só boa Impressão não basta

 Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Filipenses 2:3

Observando o enorme esforço feito por alguns crentes, só para impressionar bem aos outros, o Apóstolo Paulo escreveu: “Não sejam egoístas; não vivam para causar boa impressão aos outros”
(Filipenses 2:3).

O grande erro de Ananias e Safira, na Igreja de Jerusalém, foi sua exclusiva preocupação em causar ótima impressão aos demais membros da Igreja. Foram tão egoístas nesta atitude, que apelaram até para a simulação, esperando receber os mesmos elogios que o honesto Barnabé havia recebido. A hipocrisia foi descoberta por Pedro e punido pelo Espírito.

A Bíblia não encoraja ninguém a ser bicho de mato. Paulo até recomenda termos “para com todos os homens”. A recomendação dele, entretanto, é acompanhada por critérios. Ele diz: “se possível, quanto estiver em vós” – o que, no mínimo, significa reconhecer que nem sempre é possível e que, às vezes, nosso próprio esforço não consegue uma boa relação, ou uma boa impressão. Quando tal coisa acontece, de nada adiantará fazer “das tripas locação”. Causar boa impressão é bom – mas nunca será um substituto para a autenticidade honesta.

Emanuel " Deus Conosco"

Fatos sobre a Encarnação de Jesus Cristo
O Verbo de fez carne

E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. João 1:14

A encarnação de Jesus Cristo é o maior milagre registrado nas Sagradas Escrituras. O Filho, bendito eternamente, torna-se humano, sendo gerado no ventre na virgem pelo decreto de Deus e pelo poder do Espírito Santo (Lc 1.26,35).

Ao se fazer homem, Jesus identifica-se conosco. O coração divino se funde ao humano. Ele conhece nossas fraquezas e nós conhecemos Seu poder. Ele, pleno em justiça, sofre a pena pelos nossos pecados. Nós, pecadores dignos de condenação, recebemos justiça divina que nos livra da culpa do pecado.
Jesus, te agradeço por ter-se feito um de nós! Somente assim poderíamos receber de ti eterna redenção!

O toque de Jesus

E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra. Mateus 8:3


Fico bastante impressionado ao identificar como Jesus usou recursos tipicamente humanos nas obras maravilhosas que operou. Observe o texto bíblico, e você verá um Salvador perfeitamente humano, que dormia, tocava, chorava, comia, fazendo desses gestos simples meios de comunicar sua salvação aos homens!

Uma das coisas que Jesus fazia era tocar as pessoas. Hoje vivemos dias em que não sentimos mais prazer na comunidade, no viver juntos, mas o Mestre gostava de ter todo tipo de gente ao seu lado, e sempre que podia, tocava as pessoas. Esse gesto de carinho mostrava o quanto seu coração amoroso era aberto para receber todo aquele que desejasse receber Sua presença salvadora!

Jesus ainda hoje pode tocar você! Estenda suas mãos e peça: “Querido Senhor, da forma como tocaste aquele leproso, toca em minha vida, e purifica minha alma e meu corpo de todo o mal”.

O Cristo dorminhoco

E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo. Mateus 8:24

Existe algo mais humano do que dormir? É bem verdade que o salmista afirmou que o Guarda de Israel não dorme e nem cochila (Sl 121.3), mas o Cristo Homem gostava de dormir. Graças a Deus por isso, pois esta atitude me ensinou uma curiosa verdade!

Você notou que no texto Jesus dormia durante a tempestade? Será que um barco golpeado por ondas o melhor local para cochilar? Será que os gritos dos discípulos, misturados com trovões e ventos proporcionava um bom ambiente para dormir?

Jesus dormia porque confiava no Senhor! Não censuro quem se entrega às angústias nos grandes temporais da vida, mas o caminho revelado na Palavra de Deus é o de se aquietar (Sl 46.10), confiando que o Soberano Senhor tem o controle de tudo, inclusive de nossa vida.

Querido, DESCANSE!

Um Cristo chorão

Jesus chorou. João 11:35

Deus não é como o homem! Seus atributos divinos o diferenciam totalmente do ser humano. Quando o Filho se fez um de nós, objetivando nos salvar da condenação, Deus experimentou a humanidade, e como homem, vivenciou diversas emoções que são típicas de nossa natureza. Isso pode ser visto neste verso, onde vemos Jesus Cristo chorar.

Deus não é um ser sem sentimentos, mas você leu em algum texto do Antigo Testamento o Senhor chorando? Nem eu! Mas o Mestre chorava. Sua compaixão era uma fonte inesgostável, que alimentava sua sede de salvar o ser humano. Note na Bíblia que a compaixão antecedeu diversos milagres de Cristo!

Não seja indiferente! Chore, derrame lágrimas aos pés do Mestre! Quando seu coração se encharcar com o amor de Deus, você será mais comprometido, mais constante, mais dedicado a causa de Jesus! Que Ele te abençoe!

sexta-feira, março 25, 2011

ESTUDO PESSOAL

ESTUDO PESSOAL:

01. O que é a fé? Jó 19:25-27, Heb. 11:1 (crer que Deus existe, mesmo sem vê-Lo. Acreditar que Ele pode nos ajudar em qualquer situação).
02. Que exemplo de fé encontramos no Antigo Testamento? Gênesis 22:1-19 (Abraão, entre outros. Ver Romanos 4:3, 9, 13, Tiago 2:23).
03. Quem teve fé a ponto de deixar Jesus admirado? Mateus 8:5-13 (um centurião. Centurião era um oficial que comandava cem pessoas do exército romano).
04. Para que a fé?
      a) João 3:16 – para sermos salvos e desfrutarmos da vida eterna (ler 1 Pedro 1:9. A fé não compra a salvação. Ela é a “mão” que nos ajuda a pegar o presente que Deus nos dá)
      b) Gál. 3:26 – para nos tornarmos filhos de Deus;
      c) Tia. 1:6 – para termos nossas orações atendidas;
      d) Tia. 5:15 – para recebermos uma cura (ver Mat. 15:28);
      e) Efésios 6:16 – para nos protegermos das tentações de satanás;
      f) 1 João 5:4 – para vencermos as coisas más que existem no mundo (ver Atos 14:22);
      g) 1Tessalonicenses 1:3 – para prestarmos a Deus um serviço de qualidade;
      h) 1 Tessalonicenses 1:8 – para testemunharmos do amor de Deus.
05. Por que ter fé?
      a) Mat. 9:12 – porque temos uma doença chamada pecado. Por isso, precisamos da fé em Deus (ver Rom. 7:24 e 25);
      b) Efésios 2:1-5 – porque é pela fé que nos beneficiamos da salvação;
      c) Rom. 5:1 – porque através dela podemos ser beneficiados com o perdão de Deus (ler Rom. 8:1-2; Heb. 4:15 e 16);
      d) Rom. 7:24-25 – porque a fé nos dá esperança.
06. O que fazer para conseguir fé?
      a) Rom. 10:17 – ler e estudar a Bíblia diariamente (ver Deut. 17:19 e João 5:39);
      b) 1Tessalonicenses 3:10 – orar constantemente;
      c) Rom. 16:26 – obedecer a Deus. Além de ser evidência da verdadeira fé, as obras desenvolvem a confiança em Deus (ler Rom. 1:5 e Tia. 2:21 e 22).
      d) Mar. 9:24 - pedir que Deus ajude a ter mais fé
07. O que a fé pode fazer em nosso interior? Atos 15:9 (purificar o nosso coração)

ESTUDO PESSOAL

ESTUDO PESSOAL:

01. O que é a fé? Jó 19:25-27, Heb. 11:1 (crer que Deus existe, mesmo sem vê-Lo. Acreditar que Ele pode nos ajudar em qualquer situação).
02. Que exemplo de fé encontramos no Antigo Testamento? Gênesis 22:1-19 (Abraão, entre outros. Ver Romanos 4:3, 9, 13, Tiago 2:23).
03. Quem teve fé a ponto de deixar Jesus admirado? Mateus 8:5-13 (um centurião. Centurião era um oficial que comandava cem pessoas do exército romano).
04. Para que a fé?
      a) João 3:16 – para sermos salvos e desfrutarmos da vida eterna (ler 1 Pedro 1:9. A fé não compra a salvação. Ela é a “mão” que nos ajuda a pegar o presente que Deus nos dá)
      b) Gál. 3:26 – para nos tornarmos filhos de Deus;
      c) Tia. 1:6 – para termos nossas orações atendidas;
      d) Tia. 5:15 – para recebermos uma cura (ver Mat. 15:28);
      e) Efésios 6:16 – para nos protegermos das tentações de satanás;
      f) 1 João 5:4 – para vencermos as coisas más que existem no mundo (ver Atos 14:22);
      g) 1Tessalonicenses 1:3 – para prestarmos a Deus um serviço de qualidade;
      h) 1 Tessalonicenses 1:8 – para testemunharmos do amor de Deus.
05. Por que ter fé?
      a) Mat. 9:12 – porque temos uma doença chamada pecado. Por isso, precisamos da fé em Deus (ver Rom. 7:24 e 25);
      b) Efésios 2:1-5 – porque é pela fé que nos beneficiamos da salvação;
      c) Rom. 5:1 – porque através dela podemos ser beneficiados com o perdão de Deus (ler Rom. 8:1-2; Heb. 4:15 e 16);
      d) Rom. 7:24-25 – porque a fé nos dá esperança.
06. O que fazer para conseguir fé?
      a) Rom. 10:17 – ler e estudar a Bíblia diariamente (ver Deut. 17:19 e João 5:39);
      b) 1Tessalonicenses 3:10 – orar constantemente;
      c) Rom. 16:26 – obedecer a Deus. Além de ser evidência da verdadeira fé, as obras desenvolvem a confiança em Deus (ler Rom. 1:5 e Tia. 2:21 e 22).
      d) Mar. 9:24 - pedir que Deus ajude a ter mais fé
07. O que a fé pode fazer em nosso interior? Atos 15:9 (purificar o nosso coração)

A Morte do Papagaio

http://1.bp.blogspot.com/_bVhW0zm2jzo/SwbDrsWa7yI/AAAAAAAABOU/xEQ4yMqGhfg/s1600/cao-e-papagaio.jpg
 
Uma mulher comprou um papagaio, levou-o para casa, e depois o devolveu à loja de animais no dia seguinte.
- “Este pássaro não fala”, disse ela ao proprietário.
- “Ele tem um espelho?” perguntou o dono da loja. “Papagaios adoram espelhos. Eles se vêem e começam a conversar”.
Então a mulher comprou o espelho. No dia seguinte, ela voltou. O pássaro ainda não estava falando.
- “Que tal uma escada? Papagaios adoram subir e descer escadas. Um papagaio feliz tem mais probabilidade de falar”.
A mulher comprou uma escada. Mas é lógico que, no dia seguinte, lá estava ela de volta; o pássaro continuava mudo.
- “O seu papagaio tem um balanço? Se não tem, o problema está aí. Com um balanço, ele vai relaxar e desatar a falar sem parar”.
Embora relutante, a mulher comprou um balanço e saiu.
Quando ela entrou na loja no dia seguinte, sua expressão havia mudado. “O papagaio morreu”, disse ela.
O dono da loja ficou chocado. “Sinto muito. Diga-me, ele chegou a falar alguma coisa?” perguntou ele.
- “Sim, logo antes de morrer”, respondeu a mulher. “Ele disse: ‘Eles não vendem nenhuma comida nessa loja de animais?’"
A moral desta história é: Você pode desperdiçar sua vida com espelhos, concentrando-se na sua aparência; com escadas, concentrando-se no sucesso na carreira; com balanços, concentrando-se em diversão – e morrer de fome espiritualmente.
Se não se alimentar da Palavra de Deus todos os dias, você morrerá espiritualmente! Jeremias disse:
“Achando as Tuas palavras, logo as comi, e a Tua palavra foi para mim o gozo e a alegria do meu coração”.
"...Você é o que você come. Alimente-se da Palavra de Deus..." 


Texto de Danilo Sousa

O que realmente importa?

Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor algum,mas a fé que atua pelo amor. Gálatas 5:6

Já pensou como reclamamos de coisas que são importantes, mas que ainda não são as coisas mais importantes da nossa fé?
Tão freqüentemente, quando brigamos, perdemos de foco a coisa mais importante.
No primeiro século, as disputas geralmente eram relacionadas a diferenças entre judeus e gentios.
 Ao mesmo tempo em que raça, cultura e herança são importantes, o que é mais importante ainda é mostrar ao mundo que podemos valorizar diversidade cultural entre nós, mas ainda encontrar nossa união em Cristo.
 No nosso mundo altamente tecnológico de hoje, é interessante que o assunto mais importante ainda é o mesmo de dois mil anos
 atrás: fé manifesta em atos de amor.

 Que o Senhor  ajude-nos a derrubar toda parede que divide e separa o seu povo.
Perdoando-nos por nossa mesquinhez e preconceito uns contra os outros.
Despertando em nós um desejo profundo de compartilhar a unidade do céu no nosso mundo de hoje.

 

quarta-feira, março 23, 2011

Sozinho, em Jaboque

Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu. Gênesis 32:24


Jacó temia que seu irmão Esaú, finalmente, o matasse. Seria a vingança justa, por tudo de ruim que Jacó tramou contra o próprio irmão. Agora, por orientação divina, o Patriarca decide que tinha que voltar e conseguir o perdão de Esaú. Na madrugada anterior ao reencontro, Jacó fica sozinho no ribeiro chamado Jaboque, em luta com um enviado do Senhor: “Jacó, porém, ficou só. E o homem lutou com ele, até o amanhecer” (Gênesis 32:24).

Nessas lutas pessoais com Deus são intransferíveis: ninguém pode brigar em nosso lugar. Quer queiramos, quer não, nossa vontade não coincide com a vontade divina. Daí os embates, os enfrentamentos. Que, às vezes, deixa em nós, além de marcas espirituais, também marcas físicas.

Ou por medo, ou por desconhecimento dos ensinos bíblicos, temos a tendência de evitar batalhas com o Senhor. Para alguns, enfrentar seria até igual a pecar. O Senhor, entretanto, quer conosco diálogos autênticos, profundos. E, acima de tudo, muito pessoais. Ninguém pode lutar por nós. A tarefa é nossa. Temo que cumpri-la sozinhos. Cada um, no seu vale de Jaboque.

Purificados para adorar!

 E assentar-se-á como fundidor e purificador de prata; e purificará os filhos de Levi, e os refinará como ouro e como prata; então ao SENHOR trarão oferta em justiça. Malaquias 3:3
A purificação é necessária para que o Senhor aceite nossos sacrifícios. Para poder receber a humanidade em Sua presença, foi preciso um meio aceitável de purificação, e Nosso Pai o efetuou enviando Jesus Cristo para derramar seu sangue por nós. Cada alma humana lavada neste sangue é limpa de seus pecados e pode ter paz com Deus:
 E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus. (Cl 1.20).

Uma vez purificados, cada gesto nosso feito para glória de Deus, por mais simples que seja, se torna uma oferta de adoração! Adorar não é cantar louvores! Adorar é obedecer aos mandamentos de Cristo:
Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. (Jo 14.21)
E fazemos isso amando, perdoando, servindo e nos dedicando a buscar a face santa do Senhor!

Aprenda a adorar ao Senhor nos gestos simples da vida!

terça-feira, março 22, 2011

Tuas Palavras Em Mim

 Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós,
 pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. João 15:7

A fala de Jesus, que inclui “pedireis o que quiserdes e vos será feito” é muito popular entre os cristãos que olham para o Senhor como um Papai Noel sobrenatural. Aqueles que têm esta postura raramente se lembram de levar a sério, muito a sério, a primeira parte do texto: “Se vós estiverdes em Mim e as Minhas palavras estiverem em vós” (João 15:7).

Este desrespeito ao contexto bíblico tem causado muito desencantamento entre os membros de igreja seguidores do cristianismo tipo “balcão de trocas”. Estes membros de igreja acreditam piamente na doutrina de que a oração “aprisiona” ao Senhor. Isto é, se o membro de igreja pedir, o Senhor “é obrigado” a dar.
Só que o ensino de Jesus não apóia semelhante “doutrina”. A doutrina de Jesus é cristalinamente clara, duramente clara: as únicas pessoas que terão seus pedidos “feitos” são aquelas que interiorizaram Jesus em suas almas. Em outras palavras: sem obediência ao Senhor, nada feito. Esta conclusão final não deveria escandalizar nenhum cristão com um mínimo de teologia bíblica. Sem Cristo, não somente não há salvação: sem Cristo, não há resposta de oração.

segunda-feira, março 21, 2011

A Beleza dos Cabelos Brancos

A glória do jovem é a sua força; e a beleza dos velhos são as cãs. Provérbios 20:29

Qual é a melhor maneira de envelhecer?
De que devem os idosos se orgulhar?
 O autor do livro de Provérbios responde:
 “O ornato dos jovens é a sua força e a beleza dos idosos são seus cabelos brancos”
 (Provérbios 20:29).

A experiência das pessoas maduras ensina que, quando reduzimos a complexidade da vida a apenas um ou dois sinais, a tendência será levar a vida de um modo super simplificado. Certas pessoas são facialmente bonitas – mas elas não deveriam ser reduzidas a um “rosto bonito”. Por outro lado, sempre causa estranheza encontrar uma pessoa de idade avançada que só se preocupe com seus músculos e se orgulhe disso.
Ao fazer um contraste entre os jovens e os idosos, o sábio autor de Provérbios pretende chamar nossa atenção para o equilíbrio natural das coisas. Nos jovens, os músculos devem ser interpretados como boa saúde. Nos idosos, os cabelos brancos deveriam ser uma pista segura quanto à maturidade de uma pessoa. Daí o termo  “beleza”, usado na afirmação. Pessoas responsáveis, equilibradas, que não gostam de ficar prisioneiras das modas, aceitam os sinais naturais da idade, sem medos desnecessários, sem dissimulação. Viver com aceitação construtiva da própria idade é sempre uma coisa bonita de se ver.

sexta-feira, março 18, 2011

Vida com Abundância

O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir;
eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
João 10:10
Ao explicar sua missão, Jesus concluiu : "Eu vim para que tenham vida e vida em abundância"
 ( João 10:10 ).

Existe todo tipo de vida.:

Vida anêmica.
Vida insegura.
Vida triste.
Vida moribunda.


Nos relacionamentos em Cristo, o que o Senhor que que aconteça é vida com abundância, com saúde, com felicidade, com intensidade.
Quando as coisas vão ruins, de nada adianta o truque do "Vamos dar um tempo". A solução, se as coisas não vão bem, é : vamos introduzir Jesus no problema.
A cura de um relacionamento enfermo é aceitar a vida abundante, que o Cristo quer nos oferecer. O resto é simples paliativo, é enganação.

Quem já abriu o coração e aceitou o senhorio do Cristo pode confirmar. Cristo funciona. É só com Ele que nossos relacionamentos desenvolvem vida abundante

quinta-feira, março 17, 2011

Quem ama, Guarda

“Se Me amardes, guardareis os Meus mandamentos” (João 14:15).


Uma das tarefas de Jesus foi a de esclarecer Seus discípulos sobre duas atitudes essenciais: amor e obediência. Este é o resultado que Ele fez: “Se Me amardes, guardareis os Meus mandamentos” (João 14:15).
Existe um conceito popular, folclórico, que situa amor e obediência em dois polos diferentes. De acordo com o tal conceito, no amor todas as coisas são permitidas e perdoadas, inclusive o desrespeito e a falta de cuidado. Por outro lado, dizem, a postura da obediência cheira a obrigação, a imposição, a ausência de decisão própria.

Para Jesus, entretanto, esta alegada contradição não existe e não deve existir. Amar é uma decisão muito pessoal. Amamos porque amamos, sem muita explicação racional. Quem ama não pergunta se o outro é digno do seu amor. Às vezes, até a pessoa que escolhemos amar nem chega a ser um indivíduo muito gostável. Já obediência, por outro lado, é o fruto de uma atitude de compreensão, de certa lógica, de coerência. Obedecemos às leis porque, caso contrário, seremos punidos. A obediência, entretanto, pode ultrapassar o nível do obrigatório. É quando obedecemos aquele ou aquilo que amamos. Não importa, neste caso, o preço a ser pago: obedecer ao ser amado é uma atitude de compreensão, de conivência, de maturidade. Pois bem: é exatamente este tipo de obediência que nos impomos, quando somos invadidos pelo amor de Cristo e decidimos amá-lo.

EU SOU A RESSURREIÇÃO E A VIDA

Mateus 22:23-30



 No mesmo dia vieram alguns saduceus, que dizem não haver ressurreição, e o interrogaram, dizendo:
Mestre, Moisés disse: Se morrer alguém, não tendo filhos, seu irmão casará com a mulher dele, e suscitará descendência a seu irmão.

 Ora, havia entre nós sete irmãos: o primeiro, tendo casado, morreu: e, não tendo descendência, deixou sua mulher a seu irmão;
da mesma sorte também o segundo, o terceiro, até o sétimo.
 depois de todos, morreu também a mulher.
 Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será ela esposa, pois todos a tiveram?
 Jesus, porém, lhes respondeu: Errais, não compreendendo as Escrituras nem o poder de Deus;
 pois na ressurreição nem se casam nem se dão em casamento; mas serão como os anjos no céu.

Leia o capítulo completo: Mateus 22


Comenta Mateus, 22:23; onde Jesus confrontou os saduceus, a respeito da vida além desse mundo. Não se pode viver sem ter uma firme convicção de que, depois da vida terrena, existe a Vida Eterna, que nos é dada de graça por Deus. Quem não crer em Jesus Cristo e na vida do lado de lá, não vencerá o pecado.

 Não são poucos os que fazem enorme confusão com a palavra “morte”. O termo é delicado e teologicamente, tanto quer dizer a morte do corpo físico, como a morte espiritual. Morrer espiritualmente, não é o mesmo que morrer carnalmente. Temos de ter cuidado, para não fazer confusão. A questão da morte é delicada, pois uma pessoa pode estar viva, andando pelas ruas, mas morta espiritualmente para Deus. E o que significa a morte espiritual? É a ausência de Cristo, da graça e da salvação que o Filho de Deus veio nos trazer. Se nós ouvimos falar de Cristo e não o recebemos como Senhor e Salvador, estamos mortos pelo pecado; a vida não pode ser abundante, plena e feliz.

 As pessoas (inclusive os crentes) não gostam muito de falar da morte. E a razão disso, é o pouco conhecimento que se tem, a respeito da vida, da vida que Jesus veio nos oferecer gratuitamente. Mas, embora o assunto seja indigesto, não podemos deixá-lo de lado, porque vamos viver um tempo de muitas mortes. No Apocalipse, ao ordenar os eventos catastróficos do fim, o profeta João diz na abertura do Quarto Selo, que a Morte e o Inferno entrariam mundo adentro. Portanto, gostando ou não, é bom ir se acostumando com desgraças de toda ordem, porque elas virão em grande número.

 E como é morrer? As Escrituras apontam para uma vida além desse mundo. É o lugar onde Jesus habita com os anjos; onde estão Abraão e Lázaro; os pais da igreja; os pais protestantes e todos os que adormeceram crentes. Há quem pense que estão dormindo, aguardando o Dia do Juízo. Mas, um exame cuidadoso das Escrituras, aponta noutra direção. Acena com uma vida de alegrias no além-túmulo. Toda vez em que era confrontado com a morte, Jesus respondia dizendo ser Ele a vida. Na ressurreição de Lázaro (João, cap. 11), o diálogo com os discípulos mostra que faziam grande confusão com a expressão “dormir”. Não se dizia que um crente havia morrido, mas que “adormecera”. A palavra “morrer” era usada nos casos em que alguém partia desse mundo, sem ter sido crente. Não havendo recebido Jesus, o destino da alma era a morte. Os que “dormiram” não estavam repousando num determinado lugar. Estavam vivos no Seio de Deus. É o que se entende na aparição de Elias e Moisés a Jesus (Mateus, 17); e também na passagem de Abraão e Lázaro (o mendigo), vistos no Seio de Deus.

 A palavra “dormir” usada pelo Rabi, era mal compreendida naqueles dias e continua sendo nos dias atuais. Ao saber que Lázaro (irmão de Marta e Maria) havia morrido, Jesus disse: “Lázaro, o nosso amigo dorme, mas vou despertá-lo do sono. Então, os discípulos disseram: Senhor, se dorme, estará salvo. Mas Jesus dizia isso de sua morte; eles, porém, cuidavam que falava do repouso do sono”. Então disse Jesus claramente: “Lázaro está morto”. O Senhor disse que Lázaro estava “adormecido” e eles entenderam que estava dormindo o sono do corpo. Teve de confirmar: “Está morto”.

 Quando Jesus chega à casa de Lázaro, encontra Marta e diz a ela que Lázaro iria ressuscitar. Mas, ela também pensava que isso aconteceria na ressurreição do último dia. E Ele responde: “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá”. “Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens”. Irmãos; é preciso crer na vida e não na morte; crer nas pastagens verdejantes e na imediata entrada do crente na vida espiritual, sem passar por nenhum estado especial. Entraremos e encontraremos pastagens; seremos recebidos pelo Senhor.

 Morte? Por que falar da uma coisa tão triste? É preciso falar sim, irmãos, para que ela seja bem compreendida. Daqui para a frente, até que Cristo volte, o mundo vai conviver com muitas mortes.
 E, quando ela bater na tua porta, na minha porta ou na porta do vizinho, nós teremos de encará-la de frente. Quem crer no Filho de Deus, passará pelo vale sombrio e encontrará a Vida Eterna. Afinal, Jesus não morreu na cruz em vão. A morte e o inferno foram vencidos pelo sangue derramado de Cristo. Onde está ó morte, o teu aguilhão? Onde está ó inferno, a tua vitória? Eu creio Senhor, hoje mesmo estarei contigo no paraíso. AMÉM.

quarta-feira, março 16, 2011

Subindo como Águias

 Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão. Isaías 40:31


A missão que o Senhor deu ao profeta Isaías foi reativa e, também, proativa. Uma de suas responsabilidades foi a de denunciar o modo vergonhoso com que o povo se afastou de Deus. Entretanto, foi também seu privilégio o anunciar a poderosa misericórdia do Senhor, capaz de perdoar, restaurar e fortalecer todos os que se voltam para Ele. É nesta postura que se insere a promessa: “Mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças – subirão com asas, como águias...” (Isaías 40:31).


O profeta quis que seus leitores não tivessem dúvidas sobre a qualidade superior da bênção divina. Por isso, ele usou o símbolo da águia. No imaginário bíblico, a águia passou a simbolizar vigor, resistência, superioridade, autorenovação.
Nós, como crentes em Cristo, temos a mesma garantia dada por Isaías. Temos um Senhor que nos adverte e disciplina, quando caímos nas armadilhas do Maligno e nos desviamos Dele. Mas temos também um Senhor poderoso e amoroso, que nos perdoa quando nos arrependemos, que nos restaura quando abrimos nossa vida para a Sua livre atuação. Como Ele faz com as águias.

terça-feira, março 15, 2011

A batalha por sua mente

 Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. Efésios 2:3

Apesar de ser invisível a nossos olhos, o mundo espiritual é uma realidade e está em constante contato conosco. E existem forças do mal atuando nesse perímetro, tentando a todo o custo destruir nossa vida.
O canal utilizado por esses seres é a nossa mente; é através dela que vamos recebendo padrões de pensamentos que nos distanciam da vontade de Deus.
Você pode estar passando por isso! Ouvindo sussurros na mente que lhe dizem “ninguém acreditará em você”, “você não consegue viver uma vida cristã”, “você não tem valor nenhum”, “nenhuma pessoa é boa”, “O Senhor não te ama mais”.
Se este é o seu caso, quero lhe dizer que Jesus tem um projeto de salvação para você e quer lhe ajudar a viver uma vida transformada com Ele.

Neste versículo, aprendemos que antes de recebermos a salvação, andávamos fazendo a vontade da carne e dos pensamentos.

Muitos cristãos preocupam-se apenas com o desejo da carne, mas falham em filtrar os próprios pensamentos. Cada pensamento seu, mal administrado, se transformará em uma ação.
Por isso, não aceite pensar em fracasso, em coisas imorais, no pecado ou em tudo aquilo que lhe torna menos do que você realmente é.
A mudança de vida começa com uma mudança de pensamento.

 Arrepende-te, pois, dessa tua iniqüidade, e ora a Deus, para que porventura te seja perdoado o pensamento do teu coração; Atos dos Apóstolos 8:22


O cristão deve ter uma mente sadia. É através da oração e da leitura bíblica que nossos pensamentos são transformados e purificados.
Neste verso, vemos que até mesmo uma forma errada de pensar deve ser confessada a Deus; você deve confessar ao Pai e pedir o perdão para cada mau pensamento que tiver.

Está pensando em ser desonesto? Em trair sua esposa? Em ver alguma coisa imoral? Tem sido impuro nos pensamentos? É tempo de confessar a Cristo estes pecados, para gozar do seu perdão e de sua vida abundante!

 Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo; 2 Coríntios 10:5


Nossa mente é tendenciosa a querer questionar o conhecimento de Deus; ela fez isso por influência de espíritos imundos e demônios.Não foi assim com Eva? Ela conhecia a vontade do Criador, mas o adversário a fez questionar a ordem divina para, por fim, instigá-la a pensar e agir em discordância com Deus.
Quando um pensamento surgir em sua mente, colocando a prova a verdade bíblica e a vontade de Deus, você deve orar assim: “eu não aceito este padrão de pensamento e ordeno a minha mente que se sujeite ao conhecimento de Deus e a obediência a Cristo”.
Adestre os seus pensamentos para a glória do Pai Celestial e você viverá uma profunda transformação em sua vida!
Experimente!

 Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. Isaías 55:9


Quando adestramos nossos pensamentos, focando nossa mente no conhecimento de Deus, o Criador nos comunica os seus pensamentos.

A mente de Deus é infinitamente mais elevada que a nossa, e por vezes, Ele nos transmite a Sua sabedoria, para demonstrarmos ao mundo Seu amor e salvação. Você possui um chamado muito glorioso de Deus, mas tem sido escravo de maus pensamentos e de ações do adversário para frustrar este projeto divino.

Renuncie o orgulho e se arrependa. Procure ajuda! O Espírito Santo está sussurrando no seu coração “Eu ainda não desisti de você... aceite a minha vontade e Eu sararei cada ferida que o pecado tem lhe deixado, para que você viva a minha vida”.
Deus te abençoe!

segunda-feira, março 14, 2011

Nosso Adversário: O Diabo - A realidade de Satanás (Parte 1)

Estaremos neste momento dando início a um estudo de extrema importância já que só podemos vencer o inimigo se de fato o conhecermos, ou seja, como eu posso lutar contra alguém que não vejo, se eu não souber quem ele é, como ele atua, e quais as ferramentas que ele usa. Ao final deste estudo espero tanto quanto você aprender mais sobre Satanás e estar apto a identificar quando ele está agindo.

Primeiramente gostaria de começar este artigo de forma diferente, citando algumas frases de Sun Tzu, um general chinês, que viveu no século IV aC. Vamos lá:

Sun Tzu disse sobre a arte de guerrear contra o inimigo:

"Atacai-o onde não estiver preparado. Executai as vossas investidas somente quando não vos esperar."

"Aquele que é prudente e espera por um inimigo imprudente será vitorioso."

"A vitória é o principal objetivo na guerra. Se tardar a ser alcançada, as armas embotam-se e a moral baixa."

"Se você descobrir o ponto fraco do oponente, você tem que afetá-lo com rapidez. Capture, inicialmente, aquilo que for muito valioso para o inimigo. Não deixe que seja revelado a hora do seu ataque."

"Mantenha-os sob tensão e canse-os."

Agora alguns ensinamentos do nosso Amado Senhor Deus:

"Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." (Efésios 6 : 12)

Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz;
Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. ( Ef 6:13)

Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando quem possa tragar. (...) (1Pe 5:8)

Irmãos, agora observando a seriedade do assunto, e quão sério é esta questão, vemos que no mundo todo, muitos cristãos estão caindo espiritualmente, e Deus alerta-nos frequentemente que estamos em guerra espiritual, e que nosso inimigo é forte, astuto e sagaz, além de invisível. Daí o motivo e o dever de conhecer nosso inimigo.

Imagine neste momento o mundo que está a sua volta, pense nas pessoas que estão ao seu redor, na sua comunidade, cidade, estado, país, enfim o mundo todo. Cada pessoa foi criada com o objetivo de servir e adorar a Deus, e cada uma delas possui um história que começou a ser escrita no momento em fomos concebidos. Para cada uma delas, Deus o soberano criador, traçou um plano de salvação e redenção, mas ao mesmo tempo, para cada um de nós Satanás tem um plano, mas de destruição e ruína.

O objetivo do diabo, é desviar o olhar de toda humanidade da cruz de Cristo, da redenção, é nos acusar, e nos fazer acreditar que somos um lixo, e que Deus não nos ama. Para entendermos a verdade sobre esta questão, citei acima algumas táticas de guerra utlizadas por Sun Tzu, e vamos ver com o decorrer deste tema, que estas táticas são as mesmas aplicadas por Satanás, mas também postei a nossa grande defesa, as armas do espírito, a oração, etc...

Nosso Adversário: O Diabo - A realidade de Satanás (Parte 2)

Evidência da personalidade de Satanás:

 Demonstra possuir inteligência (2Co 11:3), emoções tais como raiva, veja, Ap 12:17, desejos, Lc 22:31 e vontade própria, Is 14:12-14 e 2Tm 2:26.

A Bíblia evidencia ele como uma pessoa: Jó 1; Mt 4:1-12; Neste último vemos o Senhor tratando Satanás como uma pessoa.

É um ser moralmente responsável: Isto é de extrema importância, existem algumas religiões, seitas e heresias que afirmam a não existência de Satanás, uma vez que ele é apenas a forma de expressão encontrada pela humanidade para qualificar e identificar a maldade no coração o homem, ou seja, é apenas uma idéia. Mentira. Jesus responsabiliza Satanás pelos seus atos, leia Mateus 25:41.

É uma criatura, portanto deverá prestar contas ao Criador: Ez 28:15 se considerarmos que este capítulo de Ezequiel se refere propriamente a Satanás, vemos que ele é uma criatura, e não possui os atributos de Deus, tais como onipresença e onipotência.

É um ser Espiritual: Ez 28:14 pertencia a ordem dos querubins.

Nomes atribuídos a Satanás:

Satanás (Zc 3:1) demonstra o que ele é, opositor. Vemos claramente que em um campo de batalha, ele é sim, nosso oponente. Também caracterizado como um ser maligno (Jo 17:15). Também é chamado no Apocalipse como antiga serpente e dragão vermelho (Ap 12:3,7,9). Cuidado a imagem do dragão muito usado em países orientais como china e japão, estão sendo propagados pelo mundo. Acusador (Ap 12:10) e tentador (Mt 4:3; 1Ts 3:5)

Aprendi algo de suma importância neste estudo, e quero repassar com urgência a todos os leitores deste blog, a bíblia nos ensina que Satanás é o acusador, olha que maravilha, deixemos então para ele esta infeliz tarefa.

Quando Satanás tentou a Cristo, no deserto, lhe ofereceu a glória que lhe era devida em troca de adoração e da desistência da morte na cruz. Satanás tem oferecido a você a oportunidade de realizar os seus sonhos mas em troca de se afastar de Deus?

Cuidado meu irmão, você pode estar recebendo uma bela proposta de emprego mas para se manter nele, sem que você saiba, você terá que realizar coisas que não agradam a Deus, falar o que não Deve, olhar o que não devia, viver com pessoas que não professam a fé em Cristo, cuidado, te dou esse conselho sem medo de errar. Muitas vezes estar no topo ou estar a caminho dele pode lhe custar o afastamento da presença de Deus e assim que isso acontecer, Satanás vai lhe derrubar, e você corre o risco de estar fora da presença de Deus e sem emprego. Não se deixe iludir.

Preste atenção que logo acima citei um exemplo da estratégia que Satanás pode utilizar contra nossas vidas, um bem que aparentemente nos é oferecido é apenas uma distração para nos envolver e distrair para que o diabo entre pelas "portas do fundo" e mine nossa base espiritual.

Satanás ainda é entitulado como "príncipe deste mundo" (Jo 12:31), "o deus deste século" (2Co 4:4), "o príncipe da potestade do ar" (Ef 2:2) e o "espírito que agora atua nos filhos da desobediência" (v.2).

Meus irmãos Satanás reside nos ares ou nas "regiões celestes" e dele vem todo o lixo de conceito maligno espalhado por este mundo, o qual ele propaga na mente das pessoas e estas divulgam e ganham adeptos, que o próprio diabo, faz questão de dar uma nomenclatura moderna e sutil, as famosas tribos, falaremos disso mais tarde, e vocês poderão confirmar que Satanás é muito astuto.

Para começarmos conheceremos as estratégias usadas por Sun Tzu, as quais nos dão uma idéia de como Satanas trabalha, o imagine agora como um observador, isso mesmo, que ao mesmo tempo que observa ele administra as informações que recebe, sendo assim, pode-se dizer que ele é um estrategista militar, observador e administrador que desde que a Terra e a Humanidade foram criadas ele estuda e observa e conhece o comportamento humano.

Faça este pequeno exercício, (por favor não me tome como uma criança) mas imagine que você é invisível e consegue ver tudo o que as pessoas fazem e desta informação que você extrai você pode tanto, eliminá-las quanto ajudá-las. Agora você possui um gigante banco de dados com as informações de preferências, gostos, e comportamentos, personalidade e vontade de todas as pessoas existentes no mundo. Perceba ninguém te vê, mas você consegue ver a todas elas. Faça este teste antes de continuar.

Nosso Adversário: O Diabo - Sua criação e seu Pecado (Parte 3)

A paz do Senhor meus amados Irmãos, vamos mais uma vez para nosso estudo sobre o nosso adversário, Satanás. Já falamos sobre a realidade de sua existência, e agora vamos dar continuidade a este estudo falando sobre a sua criação e seu pecado.
Sua Criação: a bíblia afirma que todas as coisas foram criadas por intermédio de Cristo [Jo 1:3; Cl 1:16-17]. Porém se Ez 28:13 fala a respeito de Satanás ao invés de uma pessoa, no caso o rei de Tiro, (existe aqui a suposição de que o rei de Tiro estava possuído por Satanás), ele foi criado antes mesmo do Éden.

Suas características: Partindo do princípio que Ez 28:1-19 fala a respeito de Satanás (é o que acredito):

Satanás possuía beleza e sabedoria inigualáveis [Ez 28:12]

Habitava em um lugar inigualável [Ez 28:13]

Possuía aparência inigualável [Ez 28:13]

Possuía função inigualável [Ez 28:14]

Possuía perfeição inigualável [Ez 28:15]

Tudo indica que Satanás, era o ponto máximo da criação de Deus, pode-se compreender agora o motivo dele querer destruir a humanidade. Uma vez que se rebelou contra Deus, e foi derrotado, ele não aceita que outra criatura tome seu lugar como criação de Deus. Ele não pode suportar a idéia de que Deus deseja que todos os seres humanos sejam salvos para passar a eternidade com ele. Por inveja Satanás não admite ser "trocado pela humanidade" e quer então destruir e tragar a todos quantos ele puder, para isso trabalha, para cegar a humanidade para que aproveitem os desejos e sabores deste mundo e se esqueçam do Deus Trino e criador. Mas Glória a Deus que sua misericórdia não nos permite ser consumidos.

O pecado de Satanás

A Bíblia explica que o pecado de Satanás surgiu de forma espontânea. Com todos os seus atributos, por ser uma criatura de "perfeição" que não poderia ser comparada à de Deus, "subiu-lhe à cabeça", e era realmente "perfeito" até que nele se achou iniquidade [Ez 28: 15]. Já estudamos, que Satanás possui personalidade, emoções e inteligência, sendo assim, pode-se concluir que ele possuía o livre arbítrio, e pecou, ao tentar ser igual a Deus, por sí mesmo, ou seja, pecou de forma consciente, daí o motivo de sua queda.

A natureza do pecado de Satanás

Arrogância, vaidade ou soberba [1Tm 3:6]; cuidado irmãos, quando existir uma oportunidade onde lhe seja oferecida liderança ou lhe coloque em lugar de destaque, ore para que o Senhor o livre deste pecado em seu coração, e lhe dê sabedoria para entender que tudo que você tem não vem senão de Deus e não por méritos próprios.

Estudando a bíblia e livros para escrever este artigo me lembrei de algo muito importante. Há alguns dias estava passando por uma rua de minha cidade quando vi um outdoor, muito bem elaborado por sinal, divulgando uma propaganda, cujo objetivo era convidar o público a prestar vestibular em um determinada faculdade. Sabe-se que toda mensagem para ser eficaz deve obedecer ao AIDA, atenção, interesse, desejo e ação, tudo isso é uma outra teoria que poderá ser explorada em outro artigo, mas vamos nos atentar para uma questão interessante deste outdoor. Nele estava escrito:

"Para tomar o lugar do chefe, você tem que estar muito preparado".

Amados, consegue enxergar a sutileza de Satanás nessa mensagem? Não é exatamente o que Satanás tentou fazer? Tomar o lugar do "chefe"? Cuidado, são nas pequenas coisas desta vida, nas pequenas situações da vida é que nosso inimigo implanta idéias malignas em nossas mentes. Deseja ser promovido? Ore para que seu superior seja abençoado e indique você para ser seu sucessor. Apóie ele, aprenda com ele, e ore, sempre ore.

Satanás se auto promoveu, ele exaltou a sí mesmo, se você é do tipo que gosta de contar vantagens sobre suas ações e sobre seus feitos, cuidado, pode existir uma "sementinha do mal" em sua vida e você não percebeu. Amados tomemos cuidado, vamos aprender hoje com Satanás e seu pecado, lembremos sempre de suas atitudes e oremos para que Deus nos ajude a enxergarmos de forma clara e absoluta quando estamos caminhado para a cova do pecado.



Acredito que se você leu sobre a realidade de Satanás, e se interessou pelo pequeno teste que sugeri a que fizesse, você agora pode se imaginar invisível e portador de um banco de dados com informações importantes sobre todas as pessoas, como personalidade, gostos, passado e o que motiva àquela pessoa a pecar. Tratamos neste mesmo artigo sobre as estratégias de um dos maiores militaristas de todos os tempos, Sun Tzu.
Agora que você conhece a todos e tem algumas estratégias em mente, imagine-se usando-as para fins egoístas. Ataque estas pessoas quando não estiverem preparadas, seja rápido na sua investida e vá direto ao ponto, procure capturar o que é de importância para elas, mas não seja tão voraz no início, iluda elas, faça-as não entender de onde vem os ataques, quando estiverem cansadas e exaustas, aí sim, de o golpe final e mantenha-as prisioneiras.

Como fazer isso? Difunda uma falsa religião. Faça as pessoas pensarem no dinheiro. Divulgue o conceito de "dar o troco", faça com que a humanidade inverta os papeis primórdios da criação, orgulho e soberba, mentiras, drogas, deuses estranhos, sexo desenfreado, enfim, tudo aquilo que é oposto aos conceitos cristãos. Conhecendo os pontos fortes e fracos de cada pessoa este trabalho se torna fácil.

Ccom o exemplo acima você pudesse a partir de agora identificar como Satanás facilmente ilude as pessoas deste mundo, ele conhece os pontos fortes e fracos de cada ser humano, sabe como e onde investir seus ataques. É na mente do homem que ele atua, embutindo conceitos errôneos e distorcidos da palavra de Deus. Uma vez que ele conhece como os homens se comportam, ele apenas provoca situações adversas para que a fraqueza humana se manifeste, e assim origine o pecado.

Que Deus fale ao seu coração e lhe permita aprender um pouco mais sobre nosso inimigo.

Nosso Adversário: O Diabo - A atuação de Satanás (Parte 4)

Vimos anteriormente que Satanás possui vários, nomes, isso indica que ele pode atacar a vida dos cristãos de várias formas. Seja como um dragão [Ap 12:3] ou ainda, e mais comumente usado dentro das igrejas como um anjo de luz [2 Co 11:14]. Lembre-se que Satanás não é como Deus onisciente. Mas ele esteve presente desde nossos ancestrais até Adão e Eva e tem experiência o suficiente para prever nosso comportamento nas mais diversas situações, por conhecer como cada personalidade age de acordo com cada "cenário" da vida.

O objetivo deste artigo é mostrar a atuação de Satanás em diversos pontos.

Em relação a Cristo:

Seu conflito foi previsto logo após o pecado de Adão e Eva (Gn 3.15). Quando Satanás inspirou Herodes a matar todas as crianças. (Mt 2.16). Quando Pedro tentou convencer Jesus a desistir de ir para Jerusalém (note muitas vezes Satanás pode influenciar até mesmo os Cristãos a desobedecer a Deus) [Mt 16:21-23]

Quando Judas estava prestes a trair Jesus, Satanás entrou nele [Jo 13:27]

Sua grande atuação também foi revelada quando tentou ao Senhor, no deserto [Mt 4:1-11], através da concupiscência da carne, dos olhos e a soberba da vida.[1Jo 2:16]

Satanás tentou Jesus a tomar posse da glória que lhe era devida, sem sofrimento.

Muitas vezes somos tentados a tomar atalhos nesta vida para obtermos uma vida vitoriosa sem sofrimento, isto tanto é verdade que alguns Cristãos, quem sabe eu e você leitor, podemos murmurar ao passar por lutas, ou seja, talvez queremos grandes vitórias, (glória) sem passarmos pela dor do sofrimento. Outras vezes somos tentados assim como nosso Senhor Jesus foi, a transformar pedras em pães, ou seja, deixar de depender do plano de Deus para realizar nossos próprios planos com nosso próprio poder.

Em relação a Deus.

A principal tática de Satanás para atingir a Deus, é com certeza, é oferecer um reino e plano falso, que contesta todos os princípios de Deus. Isso pode ser confirmado na sua tentativa de convencer Eva de que ela seria igual a Deus, ou seja, conhecendo o bem e o mal. [Gn 3:5]

Em relação ás Nações

Sua atuação implica em enganar as nações levando-as a crer que podem ser governadas sem o poder de Deus.

Usa governos humanos para impedir a propagação do evangelho [1 Ts 2:18] e [Dn 10:13,20]

Em relação aos Ímpios

Satanás cegou-lhes o entendimento para não crerem no evangelho [2Co 4:4]. A prova disso está em fazer com que as pessoas acreditem que existem vários caminhos para o céu, e que cada um tem o seu deus, e que ambos o levarão ao "paraíso".

Em relação aos Cristãos

Constantemente Satanás tenta os cristãos com o único objetivo de nos fazer pecar, e nos afastarmos de Deus. Deus pode permitir que Satanás nos tente com para nos mostrar algo que precisamos aprender, ou provar se realmente passamos nos testes propostos por ele a fim de conhecer o que se passa em nossos corações [1Pe 1:6,7], e também aumentar nosso amor à Deus, valorizando mais o que ele nos tem dado, além de produzir perseverança.

Existem algumas áreas da vida do cristão que Satanás procura atingir.

A primeira, é fazer com que nos conformemos com as pressões da sociedade, ou seja, aqui prevalece a lei do mais forte, sendo assim o que a maioria está fazendo torna-se normal e comum a todos, e este fato infelizmente é encontrado dentro da igreja. Atitudes e comportamentos errados dentro da igreja estão sendo tomados como comum, e aceitado pela igreja, daí um dos motivos de não haver tantas curas milagres e libertações nos cultos atuais, a igreja está sob o grande risco de estar conformada com teorias e filosofias mundanas camufladas em meio a palavra de Deus.

A segunda tentativa de Satanás ao tentar o cristão consiste em encobrir seu egoísmo. Veja a exemplo o caso de Ananias e Safira [At 5.1-11]

A terceira e com certeza a mais "descarada" e perigosa de (por mim considerada), e porque não dizer a mais fácil de se cometer e aceitar como comum, é a tão falada imoralidade sexual. [1 Co 7:5].

Certo dia um irmão participando de uma entrevista de emprego em que a entrevistadora perguntou-lhe os seus planos para o futuro. Ele respondeu algo óbvio mas que de fato era verdade, além de outras coisas, casar-se e ter filhos, e assim constituir um família. Ela, literalmente ironizou, e disse: - O mundo do jeito que está, você ainda pensa em constituir família?

Não preciso dizer mais nada sobre o fato de que o mundo em geral, não pensa, e não quer mais constituir família, que foi algo, orientado por Deus. Encontros casuais são o suficiente para satisfazer as necessidades humanas, e ter filhos, é algo que está ficando longe do objetivo de homens e mulheres no mundo todo, tudo isso é resultado da mídia, e da vaidade, onde ambas estão cheias de conceitos errôneos sobre a vida como um todo.

Irmãos, espero que de alguma forma tanto eu quanto você através deste estudo possamos aprender um pouco mais da palavra de Deus, e nos fortificarmos no Senhor.

Fonte: http://www.aprendermaisdedeus.blogspot.com/

Esquecidos pelo Senhor?

Porque o necessitado não será esquecido para sempre,

nem a expectação dos pobres perecerá perpetuamente.
Salmos 9:18

O Salmista, sendo gente como a gente, teve também alguns desapontamentos com o Senhor. Também, por causa disso, porque costumava ser sincero com o Senhor, o Salmista aprendeu que, na verdade, a presença divina nunca desaparece: "Porque o necessitado não será esquecido para sempre, nem a expectativa dos pobres se malogrará perpetuamente" (Salmo 9:18).

Quem teve experiência com família grande, ou por ter nascido em uma, ou por ter convivido com uma, sabe como os cuidados da mãe que se divide eficientemente entre todos os filhos. E sabe, também, que a percepção do filho não é a mesma da mãe. Há ocasiões, por exemplo, quando o infante precisa ficar por conta própria, se é que o objetivo é permitir que ele aprenda a caminhar sozinho. A presença excessiva da mãe, para impedir os perigos dos tombos, produz um perigo maior: uma dependência paralisante causada pela mãe, que irá bloquear o desenvolvimento do filho.

Mais do que pode ser uma mãe, sábia e estimuladora, o Pai por ser tudo isto e infinitamente mais. A presença Dele em nossa atribulada vida é tão constante e tão sutil que, muitas vezes, ela parece inexistente. Até nossa maneira de nos sentirmos negligenciados é programada pelo Senhor. Se apelarmos para a narrativa bíblica, aquela experiência toda de Jó, muito bem planejada por Jeová, poderia ser classificada como um caso grave de "esquecimento do necessitado". No final de tudo, porém, até Jó reconheceu a presença divina em todo o processo. O que para nós pode parecer esquecimento do Senhor, no fundo é presença do Senhor. A decisão é nossa

domingo, março 13, 2011

Você é Simplesmente um Homem

 Filho do homem, dize ao príncipe de Tiro: Assim diz o Senhor DEUS: Porquanto o teu coração se elevou e disseste: Eu sou Deus, sobre a cadeira de Deus me assento no meio dos mares; e não passas de homem, e não és Deus, ainda que estimas o teu coração como se fora o coração de Deus; Ezequiel 28:2

O rei de Tiro abusou do direito de ser imaturo, se enchendo de orgulho. O Senhor, através do profeta Ezequiel, mandou uma mensagem dura para o rei: “O seu coração está cheio de orgulho... Mas você não passa de um homem qualquer... mesmo dando a impressão de ser um deus” (Ezequiel 28:2).

O orgulho é um processo de enganar-se a si próprio. Quase sempre, o orgulho passa a ser uma máscara, cobrindo os defeitos da pessoa, seus medos, suas invejas, sua visão imperfeita de si mesma. Pessoas amadurecidas, que reconhecem por igual tanto suas virtudes quanto seus defeitos, não apelam para o orgulho. Como diz Ezequiel, o orgulhoso finge que é o rei do mundo, mas de fato, ele “não passa de um homem qualquer”.

O melhor remédio para o orgulho é um banho de realidade. Uma imersão na verdade. É o que a Bíblia diz: “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Por isso Jesus, que era muito prático, apresentou-se como sendo “a” verdade: “Eu sou o caminho. A verdade é a vida”. A experiência tem sido sempre a mesma: aquele que aceita a pessoa de Jesus dentro de si mesmo, vivendo em comunhão com o Cristo fica curada do seu orgulho. É tiro e que dá!

quinta-feira, março 10, 2011

O Podrer do Perdão

: Por que perdoar?
Mateus. 6:12- E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores…

Como o perdão é importante na vida do ser humano. O perdão é um dos maiores mandamentos da Palavra de Deus, e anda de mãos dadas com o amor verdadeiro. Por mais dura que seja a maldade e a ingratidão do ser humano, devemos sempre perdoar uns aos outros.
Mateus. 6: 14,15- Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.

É o que Deus requer de seus filhos, que vivam em perfeita união.
Comparamos o perdão desta parábola:
Mateus. 18: 32,33,34,35- Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste. Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti?
E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia. Assim vos fará, também, meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas.
Jesus Cristo nos perdoou quando nos convertemos a Ele, e devemos assim fazer para com todos igualmente.

Por isso vos rogo que confirmeis para com Ele o vosso amor. ( Porque quem ama perdoa). Palavra de Paulo: (2 Coríntios.2:8,9)

O Senhor Jesus, se entregou em nosso lugar na cruz para que o nossos pecados fossem perdoados e purificados e pudéssemos estar limpos na presença do Pai. “Pai perdoa porque não sabem o que fazem”.


Agora que estamos limpos no sangue de Cristo, temos que aprender a perdoar, enquanto estamos presente aqui nesta vida terrena, terrível, ingrata, cheia de maldade, mas lembrando que nós não somos deste mundo. Que tudo isto vai passar e que breve estaremos juntos com o Pai.


Efésios. 4:32- Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

segunda-feira, março 07, 2011

A procura de um amor


Todos nós procuramos o grande amor de nossas vidas, uma busca que começa na adolescência e só acaba sabe Deus quando.
 “Não é bom que esteja só”. Foi essa declaração que Deus deu para Adão e parece que se repete na grande maioria da raça humana.
Existe um grande erro que a gente comete na busca desse amor.
Demoramos a entender que o amor é uma estrada de mão dupla e que só colhe quem planta. “Procuro um amor que seja bom pra mim” é o pensamento de colher o que não se plantou, e quem não planta nada, só colhe vento.
Como é triste ver pessoas frustradas nessa área. Estão tão insatisfeitos porque só pensam em si mesmo, no seu prazer, pois no amor só encontraram o vento porque não semearam nada. Este é um princípio bíblico (Gl.6:9), um princípio da vida, é um princípio do namoro e do casamento.
Mas você pode perguntar:
Como se semeia o amor?
Que semente é esta?
Está no verso anterior (Gl.6:2), servindo ao próximo e amando a Cristo.
Se entendermos que para sermos felizes devemos primeiro fazer o outro feliz, então estaremos semeando a mais poderosa semente. Encontraremos pessoas ao nosso redor felizes e elas farão de tudo para nos ver felizes também. E aí então abrirá espaço para a árvore do amor.
E o que é mais bonito é que as feridas dessa vida ela(e) não fará você esquecer e sim vai ajudar a cicatrizá-las, pois este amor é diferente de todos que você já encontrou. Os seus segredos serão respeitados, não apenas porque você a(o) trata bem, mas porque ela(e) te
ama.

Foi assim com o mestre. Cristo semeou e nos amou, e isso brota em nós uma vontade de amá-lo e servi-lo. Da mesma forma que ele nos amou, devemos amar o próximo (Jo.13:34), e principalmente, a pessoa com a qual queremos viver o
resto de nossas vidas.

Que nós possamos dizer: procuro um amor que eu possa completá-la(o) e que assim eu seja completo(a).