ESTUDOS BIBLICOS







Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



sábado, março 02, 2013

Lembra-te de que morrerás!

  Quanto tempo esperas viver? A medida média da vida como apresentada na Bíblia, é de setenta anos (Salmo 90.10).


Supõe, por um momento, que venhas a viver por tanto tempo!
 
Primeiramente, deves deduzir deste número a idade que tens no momento. Isso te dará o número de anos que ainda restam que podes esperar viver. Mas, mesmo deste dado, precisas subtrair o tempo que passarás dormindo, no emprego secular, em deveres necessários, em doenças e em inaptidão.

Quanto tens, então, para serviço livre e desembaraçado para Jesus ? A resposta é: “Não muito!
 

A Escritura exaure a linguagem da ligeireza para descrever a brevidade da vida.
 
Moisés a compara a um sono.
 
Davi fala dela como uma sombra.
 
a compara à um fio de um tecelão.
 
Tiago pensa nela como um vapor.
 
Pedro a vê como a erva que murcha.
 

O necrotério e o túmulo zombam de nossa atitude complacente de residência permanente aqui. Nenhum dia se passa sem sua lembrança de que “o berço e o caixão são feitos da mesma árvore” (Will Houghton).
 

Se for objetado que o prospecto do cristão não é a morte, mas a volta do Senhor, então o argumento em favor da incerteza da vida é apenas fortalecido, pois, embora alguns de nós possamos ter uma expectativa de várias décadas antes que a morte chegue, devemos reconhecer que avinda do Senhor é iminente e que o tempo que nos resta pode ser menos que uma hora. Os desenrolares políticos e o declínio moral juntam-se com a Palavra Profética em anunciar a iminência da Sua aparição.
 

O que é que isto significa? Simplesmente isto: que qualquer que pensa em viver para Deus não tem tempo a perder; que deve olhar para cada minuto como sendo um depósito sagrado; que deveria considerar cada hora como sendo de imensurável valor; que deveria saber que há de enfrentar seus atos de cada dia, outra vez, no Tribunal de Cristo.
 

Cada manhã, uma jovem escrava dizia a Filipe da Macedônia: “Filipe,lembra-te que morrerás!” Ele viveu cada dia à luz daquele fato inevitável.
 

Cada manhã, o Espírito Santo quer relembrar-nos pela Bíblia que nós também somos “coisas perecíveis de barro, nascidos apenas para um breve dia“. Nós também devemos viver nossas vidas à luz da eternidade.
 
“Ajuda-me a compreender o valor destas horas;
Ajuda-me a ver a tolice de desperdiçar;
Ajuda-me a confiar no Cristo que por mim sofreu
E a Ele sem reservas me entregar”.
(Will Houghton)
 

Quais são os teus planos para hoje? E para amanhã? E para os dias que se seguirão? E para a Eternidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita deixe seu comentario