ESTUDOS BIBLICOS







Web Radio Gospel Da Covilha - ((( Portugal))) Sua Amiga De Todos As Horas



terça-feira, abril 15, 2014

Como sei se meu arrependimento é genuíno?

 
Arrependimento abrange duas coisas: tristeza por causa do pecado e um desejo por completa mudança de vida. Isso está no nível do coração. E com esse desejo por completa mudança de vida haverá frutos em manter-se em arrependimento. Essa é a parte objetiva. Então aqui está o lado subjetivo, a tristeza e o desejo por mudança completa de vida: A tristeza do verdadeiro arrependimento não é tristeza por não ter alcançado certo padrão, não é tristeza por eu não ser melhor do que sou; no sentido de eu querer ser melhor, então me sinto terrível. Não é tristeza por eu ter violado mandamentos, não é tristeza por que eu deveria ser uma pessoa melhor, nada disso. É uma tristeza sobre como o que eu fiz custou a Deus seu Filho. É tristeza sobre como eu pequei contra Deus, um Deus que me ama e se importa tanto comigo que enviou seu único Filho para me resgatar.
 
Paulo fala sobre a tristeza piedosa e tristeza do mundo em 2 Coríntios 7. E ele diz: A tristeza piedosa produz arrependimento sem pesar. No verdadeiro arrependimento há um sentimento limpo a partir do qual eu corro de volta para Jesus e não para longe de Jesus. E o arrependimento do mundo produz a morte. O melhor exemplo disso que posso pensar na Bíblia: Pedro e Judas. Pedro trai Jesus; Judas trai Jesus. Pedro se sente terrível por trair Jesus; Judas se sente terrível por trair Jesus. Pedro, quando vê Jesus novamente, pula do barco e nada para a praia. Judas se enforca. Então o que acontece? Na psicologia desses dois caras diferentes, Pedro estava tão triste por ter pecado contra tal amor, mas ele sabia que Jesus o amava. E ele nadou para a praia! Não demorou para os outros caras chegarem à praia de barco. Mas ele correu, essencialmente, correu o mais rápido que pôde para Jesus. E Judas foi na direção oposta.
 
Então você tem que se perguntar: Essa tristeza é por ter custado a Deus? É por ter causado tristeza a Deus? É estar triste por Deus ter se entristecido? Ou é simplesmente uma espécie de tristeza moral, desejando que você fosse melhor? Então, quando vejo o que Deus fez por mim e corro para os braços de Jesus, eu não quero mais fazer aquilo. Mas não porque eu deveria ser melhor do que isso, eu deveria estar mais longe agora, já sou um cristão por muitos anos. Em vez disso, deveria ser porque ele me ama e me aceita tanto, eu não quero mais fazer isso. Por que eu pecaria contra tal amor?
 
É isso que acontece internamente, e isso começa a produzir frutos em sua vida. Mudança de verdade nessas áreas da vida que precisam de mudança. Mas não pense que porque você retorna a um pecado similar, que você necessariamente nunca se arrependeu. Porque você pode ter a tristeza apropriada, o desejo apropriado, pode voltar ao cavalo, começar a avançar, e então cair no chão. E isso não significa que você não se arrependeu genuinamente. Algumas pessoas pensam que arrependimento genuíno significa: eu nunca, nunca, nunca, nunca, nunca mais faço tal coisa. Você pode ter arrependimento genuíno e fazer aquela coisa novamente.

Texto de: R W Glenn
Fonte: Voltemos ao evangelho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita deixe seu comentario